quarta-feira, 6 de julho de 2011

A volta para o Brasil

Pensei em fazer uma nova postagem aqui comentando sobre o que ando fazendo na vida alheia mas como já expliquei no último post vou contar pra vocês aqui hoje, como foi a minha volta para o Brasil.Peço umas desculpas adiantadas pois não colocarei fotos neste post por que realmente não tem o que colocar :(. Não tirei fotos nos aeroportos que fui por que estava tão nervosa em ir pra casa e a câmera estava no fundo da bolsa (que estava cheia de coisas; LITERALMENTE) e não deu, mas garanto que vão rir com algumas situações que passei rs.

Eu saí de casa no dia 17 de Junho ás 6AM, pois meu vôo seria ás 9h em St. George que sempre esteve uma hora á frente de Mesquite (fuso horário).Não preciso nem comentar que esta parte foi completamente fúnebre e preta não é?Não dávamos um pio no carro sobre qualquer coisa, só dirigimos calados e prestando atenção ao sol que começava a nascer.Descemos as malas assim que chegamos e fomos pro Check in.Depois de despachar duas malas enormes, nos dirigimos para um lugar com alguns assentos no aeroporto para esperar até o último minuto juntos.

A choradeira foi tanta que contagiou todas as pessoas á nossa volta.Ao chegar pra passar pela segurança, eu via a minha host mom tirando os óculos e limpando o rosto vermelho cheio de lágrimas.Meu host dad ficou mais firme e me deu um abraço super apertado, agradecendo pelos 10 meses de diversão e me cobrando de voltar.Eu e Karoline caímos á choro e gritos desesperados quando nos abraçamos e ela me entregou uma carta que havia escrito pra mim."De irmã pra irmã", ela me disse.
Meu primo e meu irmão queriam ser mais firmes então quando nos abraçamos, ao começarem a chorar eles saíram de perto e foram no banheiro por que 'estavam prestes a espirrar' hahahaha.

As pessoas perto da polícia, onde todos os passageiros devem ir para tirar os sapatos e etc, se emocionaram e foram falando comigo enquanto eu chorava, me dando palavras de consolação dizendo que eu ainda os veria e que isso não era um Adeus definitivo, que era apenas um Até logo.
Peguei minhas coisas, deu uma última olhada e embarquei no meu primeiro avião.

Chorei o caminho todo, principalmente quando li a carta que Karoline escreveu pra mim.Eu sempre soube que ela seria minha irmã pra toda vida e ao ler a carta, só confirmei meu pensamento.
Cheguei em Salt Lake City 10AM e já fui me direcionando para o portão de embarque correto para o próximo vôo pois era um pouco longe e eu não queria perdê-lo.Sem muito tempo pra pensar diferente, juntei minhas coisas e caminhei para lá.Perto do portão de embarque, parei par comer algo de almoço pois o próximo horário que eu iria comer, seria somente á tarde, no próximo aeroporto.

Ao chegar para embarcar, uma das atendentes me disse que eu não poderia levar mais de dois volumes comigo para dentro do avião (eu estava com a minha bolsa, a do notebook e mais a pequena mala).Lutei sozinha para colocar o notebook dentro da malinha pequena.Tive de dar Adeus á algumas revistas da VOGUE que estavam na mala :((( (e depois descobri que uma vez que era apenas uma conexão para vôo internacional, eu poderia levar,hahahahaha...)
Embarquei por volta das 11h 30 min/12h para Dallas (Texas) e tentei relaxar.Puxa vida...Eu estava voltando pra casa!As montanhas passavam cobertas de neve (embora fosse Verão lá) embaixo do avião e eu tentava me distrair tirando algumas fotos com o Ipod, uma vez que a câmera estava na bolsa fechada no compartimento de cima do avião.Minha mente estava cheia mas meu coração parecia vazio.Eu estava muito feliz de voltar pra casa mas parte de mim, me dizia que eu TAMBÉM estava deixando minha 'casa'.

Chegando em Dallas ás 15/16h, tive de ir atrás do portão de embarque para o próximo vôo que finalmente me levaria para o Brasil.O aeroporto era tão grande que eu tive de caminhar uns dois kilômetros e ainda pegar um trem que demorou uns 10 minutos para me largar no lugar correto.Após saber aonde meu portão de embarque estava localizado, fui procurar algo pra comer pois estava morrendo de fome.Peguei um sanduíche e fui para o banheiro.Eu tinha um plano rs.

Com dificuldade, coloquei alguns pequenos produtos de cabelo para fora da bolsa e molhei o cabelo na pia.Eu sabia que passando de um dia pro outro meu cabelo ficava oleoso e eu não queria NEM UM POUCO que minha família e meus amigos me vissem daquele jeito rs.Fala sério né?Já não basta eu chegar com cara de cansada, tinha que chegar suja também?rs

Depois de lavar e arrumar o cabelo da melhor maneira que pude, me dirigi ao portão de embarque e entrei no avião que decolaria ás 18:30 para São Paulo.Arrumei minhas coisas no avião e me sentei.Minha cabeça ficou vazia e senti um tremendo frio na barriga e calor no corpo de me lembrar que eu estava deixando o país e indo pra casa.A viagem seria longa (12 horas) e eu não estava preparada para o sofrimento que teria ao lembrar de todos os momentos bons que ficaram no passado.Peguei meu sanduíche e tentei me distrair com o fato de havia presunto nele e eu o detestava,

A viagem foi extremamente cansativa.Eu estava tão nervosa e tão triste que eu suava frio e não conseguia dormir.Fiquei desconfortável, preocupada, triste, nervosa, feliz, ansiosa, tudo ao mesmo tempo!Minha cabeça não cessava e não me deixava dormir.Tive de levantar para ir no banheiro milhões de vezes, abri e fechei a janela quinhentas, fucei no ipod tudo o que podia (e até o que não podia),enfim, fiz de tudo.Quando o avião pousou em São Paulo ás 6AM (do dia 18 de Junho), eu ainda assim não conseguia ficar calma.

Consegui pegar minhas coisas e chegar na alfândega somente ás 6:30 onde havia uma fila enorme para entregarmos o papel que haviam dado no avião para declarar qualquer ben comprado nos Estados Unidos.Um dos motivos de meu nervosismo, era que minha conexão para Porto Alegre era as 8AM e eu tinha apenas UMA HORA E MEIA para passar pela alfândega, pegar as malas, passar pela polícia federal, ir na minha companhia aérea pegar as passagens da conexão e despachar as malas e enfim correr pro portão de embarque.Era possível fazer isso em uma hora e meia?

Na fila para entregar o papel eu estava nervosa.Finalmente passei e fui pegar as malas, mas isso já eram quase 7AM!Fiquei esperando as malas 25 MINUTOS!!!Minhas malas pareciam não chegar e me deixavam nervosa.Meu vôo estaria decolando em 35 minutos e eu não tinha nem mesmo despachado as malas.Quando entrei na fila para a polícia federal, procurei alguém que pudesse me ajudar a encontrar uma solução.Eu não sabia se eles me deixariam ir na frente uma vez que eu tinha conexão mas eu queria achar alguma forma de poder avisá-los sobre o horário uma vez que não era minha culpa o atraso.Quando perguntei para uma mulher e a avisei sobre a minha conexão, ela simplesmente riu e me disse "Nada a declarar" em um tom sem paciência e arrogante.A minha vontade era de rir mas fiquei braba mesmo com a falta de compreensão (e educação mesmo!) dela.Segui mais um pouco na fila e perguntei para outra pessoa, um homem que parou pra me ouvir mas me disse "Ah mas se a senhora tem conexão as oito horas vai ter que ser rápida".Na hora, eu só conseguia pensar "Nossa JURA?Achei que eu poderia ir bem devagarinho sabe?...".Fiquei muito frustrada (e furiosa também!) sendo que eu poderia perder o vôo e teria de pagar um novo QUANDO A CULPA NÃO SERIA MINHA!

As pessoas na fila compreenderam e foram me ajudando, me deixando passar.Foi rápido na polícia federal, a policia simplesmente olhou o meu papel e me deixou passar.Eu LITERALMENTE corri com o carrinho e as malas para fazer o check in, que por sinal ficava NO OUTRO ANDAR.

Ao chegar lá, me disseram que já estava fechando e que uma vez que eu deveria embarcar logo, que eu poderia passar na frente da fila (AMÉM).Fiz o check in e mais uma fez, corri mesmo até o portão de embarque.Ao chegar lá, estavam fechados e as atendentes estavam deixando o local para abrir para o próximo vôo.Eu abri a porta desesperada e perguntei se eu ainda poderia embarcar para o vôo de Porto Alegre.Eu quis enfiar a minha cara em um buraco quando a atendente me disse "Mas nós nem abrimos ainda para esse vôo..!".

..

Resultado?
Sentei e esperei mais 20 minutos até abrirem para o embarque que estava atrasado.


O vôo de São Paulo para Porto Alegre foi onde pude sentar e descansar um pouco depois de tanto stress.Comi algo e fiquei com aquele frio na barriga.Fazia memso um ano que eu não via a minha família...?Como assim?..
O vôo decolou, peguei as minhas coisas e fui descendo as escadas.Ao passar pela porta onde saímos depois de pegar as malas, vi uma multidão de pessoas que começaram a gritar e fazer festa.A minha família TODA estava lá e a gritaria era tanta que tive um momento de fama por 5 segundos. (rs)
As pessoas que pegavam as malas junto comigo sorriam e acenavam, estavam achando muito divertido e me perguntaram se era pra mim pois eu havia mandado um beijo pra eles.Expliquei que era a minha família e que eu estava sem vê-los a um ano.

Parte de mim queria pegar as malas e correr pra lá, a outra queria fugir e voltar pro avião.Eu estava assustada  ao lembrar que minha vida seria outra agora mas meu coração me gritava "Corre lá!!!!!!!!".Rever a família foi INCRÍVEL.Minha irmã menor era uma moça, minha afilhada já estava super grande, todos estavam diferentes mas de alguma forma os mesmos.Ganhei um super urso branco do meu pai e abraços mil de todos.Não saí do mesmo lugar por uns 30 minutos e fiquei em abraços pelo tempo todo.O que fizemos depois do aeroporto?Fomos comer comida BEM BRASILEIRA!Arroz, feijão, bife, ovo, salada...HMMMMMMMMMMMMMMMMMMM!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Minha família ficaria aqui até o Domingo e eu tinha muuuuuuuito pra aproveitar!

(continua....)


xoxo,N

26 comentários:

Thayná Almeida disse...

Que legaaaaal e triste :(

Anónimo disse...

adorei a historia osaidosaf mas triste :( aosidisaf bjs

Vika Salmazo disse...

que legaaaaal Nanda!!! deu a impressao de que voce nao queria volta, ne? HAHAH de que voce nao estava com tanta saudade da sua familia brasileira de como ficaria da sua hfamily, ne? HAHAH
Ooo Nanda, responde as perguntas dos seus comentarios? ja fiz varias, mas voce nao responde ://

Anónimo disse...

ame esse post,muito emocionante !' deve ser realmente difícil de se desedir de pessoas q foram tão legais com você :( mas o bom disso tudo são as lebmranças q vcê levara para a vida toda :)

BG disse...

O kody não ia voltar com voce? rs

Giulia disse...

Chorei litros (DE EMOÇAO) e ri muito !!Mas ea vida, fazer oque?!!
Oo kody nao vem para o brasil??
aa poorfa!responde minhas pergunta !
begosbegos

Valentina disse...

achei muito legal (e triste) a história! Aeroporto é sempre uma confusão rs

bj :*

Din disse...

O começo foi triste, eu sei. Mas depois foi muito engraçado ahahha

http://biscoitodocepordin.blogspot.com/

Julia disse...

Eu senti a sua dor de ir embora, a sua aflição e medo de estar atrasada e não conseguir embarcar, seu embaraço por algumas situaçoes engraçadas, sua felicidade por reencontrar a familia e seu medo de todas as coisas novas que estavam por vir.. Sinto que sou sua amiga a tempos, desde que te acompanho por aqui. Parabéns pelo blog Nanda, e por esse intercambio tão bonito que você teve, e obrigada por compartilhar tudo isso conosco. Você me deu uma vontade enorme de ser intercambista, e acredito que a um monte de outras pessoas também. Sucesso pra você. Um beijão. Julia

Larissa Fernanda ® ♪♫ disse...

Menina, que correria ein!! Ufa! rsrs
Amada, fico tentando me colocar na tua situação, e sinto um aperto no meu coração. Mas vai ficar tudo bem, o tempo se encarrega de tudo.
Deus te conforte e ilumine os seus novos passos.
Bjosss
(=

Elisa disse...

Já fui intercambista (voltei em 2008) e passei por tudo isso que você passou... a saudade me consome sempre, voltei pra visitar ano passado e é tão bom, mas tão bom rever todo mundo, ver que tudo e ao mesmo tempo nada mudou....
É um aprendizado único na vida e como diz a famosa fase "quem diz que a melhor fase da vida é a infância, nunca fui intercambista". Verdade, verdadeira. No começo você acha que não vai se adaptar, que está no lugar errado e que não sabe o que está fazendo de volta (apesar de estar super alegre em estar com a família e com os amigos), mas com o tempo tudo de se ajeita, e o sentimento de pertencer novamente a essa realidade se confirma.

griinde disse...

Nandaaaaaaa!
AMEI esse post! Juro que até arrepiei em algumas partes, quase chorei na parte da despedida da host family e fiquei nervosa pela correria dos vôos também!
Posta a continuação logo, eu tô ansiosa demais, quero muito, muito ler! :D :D

Vanessa disse...

Infelizmente tu não podia ter as duas coisas :/

Vivi disse...

Nossa chorei litros lendo! Deve ter sido horrível se despedir da sua Host Family! Nanda toda sorte do mundo pra vc!!!!! As coisas vão se ageitar no tempo certo e vc encontrará novos sonhos, novos cominhos. Bjs!!!

Anónimo disse...

Nossaa! vc vontou mtoooo bem a história! deu p sentir na pele uma parte do q vc sentiu!
Li seu blog quase inteiro e sou uma grande fã! =)

Glitter e Graxa disse...

menina que sorri e fiquei super feliz com esse post, posso dizer que foi um dos melhores e mais emocionantes! amei cada palavra!
e você vai voltar sim para vê-los e aproveitar muito sua antiga/nova vida aqui no Brasil! todo o sucesso para você é mais que merecido!
beijos
e adooooro teu blog, desde que iniciou!
Carol

Anónimo disse...

nossa eu chorei literalmente com a sua despedida
mas espero q um dia vc possa rever todos eles novamente um bjoo

Estrangeira disse...

Parece um dos capitulos do livro que li Fazendo Meu Filme?!

Fernanda Lewis disse...

Eu C H O R E I!!! Não acredito. Você escreve muito bem. Você faz o leitor sentir o que você estava sentindo naquele momento. Muito bom! Espero que sua rehabilitação esteja indo bem.. Mal posso esperar para ver o seu próximo post (:

Letícia disse...

Oi, Nanda!
Só conheci seu blog agora que você já voltou! #fail
Mas já li muitas postagens, e achei bem legal o que você escreve!
Quando eu crescer mais um pouco, vou fazer intercâmbio também! :)
Olha, eu espero que você reencontre a sua host family em breve, viu?!
E também espero que você curta bastante a sua família aqui!
Ah, e vê logo seus amigos, senão eles vão ficar com ciúme da sua família! rsrs
Beijos!

Anónimo disse...

oieee ameii seu blog , comecei a ler o blog agoraa , ficquei moh assim ppq eh meu sonho fazer um intercambio e meus primos ja fizeram e eu vou ir para disney este ano e to superr feliz , penso em fazer um intercambio futurooo mastenho mtt medo... boa sorte e tudo de bomm...::D

Anónimo disse...

oieee ameii seu blog , comecei a ler o blog agoraa , ficquei moh assim ppq eh meu sonho fazer um intercambio e meus primos ja fizeram e eu vou ir para disney este ano e to superr feliz , penso em fazer um intercambio futurooo mastenho mtt medo... boa sorte e tudo de bomm...::D

Anónimo disse...

oieee ameii seu blog , comecei a ler o blog agoraa , ficquei moh assim ppq eh meu sonho fazer um intercambio e meus primos ja fizeram e eu vou ir para disney este ano e to superr feliz , penso em fazer um intercambio futurooo mastenho mtt medo... boa sorte e tudo de bomm...::D

Anónimo disse...

oieee ameii seu blog , comecei a ler o blog agoraa , ficquei moh assim ppq eh meu sonho fazer um intercambio e meus primos ja fizeram e eu vou ir para disney este ano e to superr feliz , penso em fazer um intercambio futurooo mastenho mtt medo... boa sorte e tudo de bomm...::D

Anónimo disse...

nossa eu nao sei se vc fez um post sobre issso ...
mas eu adoraria ler um post sobre como eh se adaptar no eua com um englishh basicc rsrsrs foi dificil para vc se adaptar com a lingua?por favor faça um poost sobre como eh se adaptar a lingua e as goratas infernais americanasss rsrsrsrsrsrs.... beijossss xoxo

belle disse...

Nossa amei, vc deveia estar comm muiiita saudade das suas dus familias em!?? Ainda bem que tudo deu certo!
um grande beijooo Nanda!!
belle

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...